Meu Twitter: TORAHTWITT

sábado, 1 de dezembro de 2012

FLÁVIO JOSEFO ESCREVEU SOBRE JESUS


                      O Testemunho Flaviano


O erudito Flávio Josefo (37 DC - 100/103) foi famoso historiador judeu, general, de origem real e sacerdotal. Sua obra é de fundamental importância histórica, tendo sido por séculos, a mais lida depois da Bíblia. Ele cita uma enormidade de fatos que foram relatados na Bíblia, e faz outros registros históricos que não se encontram no livro Sagrado, citando inclusive o nome de vários outros historiadores muito mais antigos que escreveram sobre tais fatos. Sua obra é profífera e muito meticulosa, e sem dúvida seu grau de excelência a transformou na segunda maior fonte histórica de todos os tempos, depois da Biblia.

Além da Escritura Sagrada, o registro de Josefo é outro importante documento histórico sobre O Senhor Yeshua- O Senhor Jesus de Nazaré. Esse registro é tão importante, que é conhecido como o testemunho flaviano. Ele escreveu: (Josefo, F. História dos Hebreus-Obra Completa. CPAD, 10 edição, Livro décimo oitavo, cap. 4, pg. 832. 2007)

" Nesse mesmo tempo, apareceu JESUS, que era um homem sábio, se é que podemos considerá-lo simplesmente um homem, tão admiráveis eram as suas obras. Ele ensinava os que tinham prazer em ser instruídos na verdade e foi seguido não somente por muitos judeus, mas também por muitos gentios. Ele era o CRISTO. Os mais ilustres dentre os de nossa nação acusaram-no perante Pilatos, e este ordenou que o crucificassem. Os que o haviam amado durante a sua vida não o abandonaram depois da morte. Ele lhes apareceu ressuscitado e vivo no terceiro dia, como os santos profetas haviam predito, dizendo também que ele faria muitos outros milagres. É dele que os cristãos, os quais vemos ainda hoje, tiraram o seu nome."

A obra de Josefo pode ser acessada in totum através do Gutenberg Project, que  dissemina livros em formato digital pela internet. Eis o testemunho flaviano em lingua inglesa (In: The Antiquities of the Jews, Book XVIII, chapter 3, 3.  Gutemberg Project: http://www.gutenberg.org/dirs/2/8/4/2848/2848-h/2848-h.htm#18noteref-10):

" Now there was about this time Jesus, a wise man, if it be lawful to call him a man; for he was a doer of wonderful works, a teacher of such men as receive the truth with pleasure. He drew over to him both many of the Jews and many of the Gentiles. He was [the] Christ. And when Pilate, at the suggestion of the principal men amongst us, had condemned him to the cross, 9 those that loved him at the first did not forsake him; for he appeared to them alive again the third day; 10 as the divine prophets had foretold these and ten thousand other wonderful things concerning him. And the tribe of Christians, so named from him, are not extinct at this day."


Bendito Flávio Josefo! creio no seu testemunho, mas principalmente, por mim mesma: das incríveis maravilhas que tem operado em mim, em curas e livramentos e demais coisas extraordinárias, Aquele que É O Mashiach, de cujas mãos o mundo foi feito. Josefo creu na Palavra porque a considerou fiel, e esta mesma Palavra diz que Ele virá em muito breve, segunda vez, separar o joio do trigo, os bodes das ovelhas, e estabelecer o direito e o juízo. E o Seu reino jamais terá fim. Como Ele disse: "Se alguém não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus". Eis aqui uma nova criação sendo pacientemente, dia a dia, conformada ao caráter do Rei dos reis. Ora vem, Senhor Jesus! amém!
-------------
Imagem: adaptada da web pela autora.



14 comentários:

  1. Tá brincando???? Até uma criança sabe que foi um enxerto da igreja católica esta passagem. Josefus nunca se relatou a um jesus (yeshua) filho de miran e yousef (josé). Para manter uma mentira, o povo inventa de tudo. Meu Pai!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passa o trabalho científico dessas "crianças" para nós! Porque como ciência, não conheço NENHUMA!

      Excluir
    2. Para de chorar e prova logo que é mentira a citação ué

      Excluir
    3. Amigo, o que cita tem que ter embasamento. Flavius Josefo, além de oficial Romano era um historidor sério, portanto sem interesse algum em exaltar Jesus.
      Assim sendo, gostaria que provasse o que ventilou.

      Excluir
  2. Josefo viveu sua vida e em momento algum se converteu ao cristianismo, ele relata que houve um Jesus e que sua condenação foi feita por um Pilatos e que seus seguidores e muitas outras pessoas o viram após sua suposta ressurreição. isso nao quer dizer que ele acredita. mas quer dizer que ele relatou, alguem só daria um depoimento desse em troca de algo, o que seus seguidores ganharam ? pedro um foi crucificado de cabeça pra baixo o outro e paulo degolado. eles mentem ao preço de suas vidas ? se fosse mentira eles largavam Jesus

    ResponderExcluir
  3. Essa passagem é uma acréscimo muito 'tosco". Mas se até mesmo a bíblia tem seus acréscimos: Passagem da mulher adultera, final do livro de Marcos e etc..; por que essa obra não teria? Imaginem um homem que naquela época era conhecido como o messias, havia feito vários milagres; e Josefo em sua obra escreveria apenas 10 linhas sobre ele.. Analisando essa passagem percebe-se claramente que não tem nada a ver com o assunto que estava sendo descrito no texto, ou seja, parece que foi uma criança que inseriu aquela passagem lá..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com base em que,você diz que as passagens da mulher adúltera e de marcos são acréscimos? aguardo resposta. quero saber das fontes.

      Excluir
    2. Com base em que,você diz que as passagens da mulher adúltera e de marcos são acréscimos? aguardo resposta. quero saber das fontes.

      Excluir
    3. QRU,QRM: Josefo escreveu a quantidade que ele achou suficiente- aliás mais que suficiente para dar o testemunho dele. Onde é que está definido a "quantidade de linhas" que alguém deve escrever sobre alguém? e que quantidade de linhas (que ninguém sabe quantas deveriam ser) seja prova de autenticidade? Dizer isso é que é infantil! Se alguém quiser saber mais sobre Yeshua, vá à Bíblia Sagrada. Ela É O Tratado de Deus para toda a humanidade. Josefo escreveu a história dos judeus, não uma re-escrita da Bíblia Sagrada. E aliás, muito interessante que ele escreve muitos outros detalhes que a Bíblia não menciona. Digno de ler!

      Excluir
    4. Se quantidade de historicidade fosse evidência para falsificação então deixe de acreditar em Alexandre o grande. Vc vai se surpreender quando descobrir quão poucos detalhes temos sobre sua vida

      Excluir
    5. E poxa, os evangelistas e até Lucas que foi considerado um dos grandes historiadores da época por William Ramsay, já haviam feitos seus relatos de Jesus! Qual a necessidade de Josefo escrever outros???

      Excluir
  4. PODE SER ATÉ VERDADE MAIS TEM MUITA MENTIRA.QUE O CRIADOR POSSA NOIS AJUDAR....

    ResponderExcluir
  5. Sem falar que Josefo não poderia falar muito de Jesus o Cristo Judeu do vilarejo Nazaré, pelo fato dele ter se tornado cidadão romano, suas obras foram escritas em grego para seus patronos romanos e não para os Cristãos!

    ResponderExcluir